O Spinozismo de Tschirnhaus: da teoria das noções comuns à verdadeira física

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Mogens Lærke

Resumo

Tradução de Pedro H. G. Muniz
Neste artigo, estuda-se o livro Medicina mentis, publicado em 1689 (2º ed. 1695) pelo ex-discípulo de Spinoza, Ehrenfried Walther von Tschirnhaus. Eu mostro como, sem nunca mencionar Spinoza pelo nome, Tschirnhaus empresta muito da teoria de Spinoza das noções comuns ao elaborar o que ele chama de ars inveniendi. Com base na correspondência de Tschirnhaus com Spinoza e com Leibniz sobre Spinoza, mostro também como Tschirnhaus provavelmente se beneficiou das conversas pessoais que ele teve com Spinoza sobre um tratado planejado, mas nunca completado - um “outro tratado” - que iria ser dedicado, exatamente, para a teoria das noções comuns, tanto no contexto metodológico quanto epistemológico.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
LÆRKE, Mogens. O Spinozismo de Tschirnhaus: da teoria das noções comuns à verdadeira física. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 26, n. 41, mar. 2018. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/577>. Acesso em: 17 aug. 2018.
Seção
Artigos