Aproximações para uma história do conceito de Esperança nas expectativas milenaristas do século XVII: Esperança de Israel, Esperanças de Portugal e Door of Hope

##plugins.themes.bootstrap3.article.main##

Luis Filipe Silverio Lima

Resumo

Este artigo pretende discutir o conceito de Esperança e seus câmbios semânticos no século XVII, focando nas expectativas milenaristas construídas em torno de três textos de intervenção: Esperança de Israel, Esperanças de Portugal e Door of Hope. Escritos entre os anos 1640 e 1660 na Holanda, América Portuguesa e Inglaterra, apresentavam como possível eixo articulador a atuação de Menasseh Ben Israel, rabino da comunidade portuguesa de Amsterdã e com ligações com os Espinosa. Para pensar as mudanças do conceito e sua importância nas disputas político-religiosas, buscaremos primeiro traçar o campo semântico do conceito para depois olhar para as ligações entre as três fontes e seus produtores.

##plugins.themes.bootstrap3.article.details##

Como Citar
LIMA, Luis Filipe Silverio. Aproximações para uma história do conceito de Esperança nas expectativas milenaristas do século XVII: Esperança de Israel, Esperanças de Portugal e Door of Hope. O que nos faz pensar, [S.l.], v. 26, n. 41, feb. 2018. ISSN 0104-6675. Disponível em: <http://oquenosfazpensar.fil.puc-rio.br/index.php/oqnfp/article/view/578>. Acesso em: 17 aug. 2018.
Seção
Artigos